10 de abril de 2014

1
Quando falta talento e bom senso, algumas pessoas preferem apelar. Este é o caso do estilista brasileiro Sergio K (Sergio Kem?), o Sergio Luiz Kamalakian Savone. Se você não faz parte da ceninha fashion, provavelmente nunca tinha ouvido falar nesta pessoa antes na vida, mas nos últimos dias ele está na boca do povo. O motivo: uma série de camisetas trabalhadas na homofobia para celebrar a Copa do Mundo.

Leia mais


9 de abril de 2014

silviao

Eu brinco com meus amigos dizendo que quando eu ficar velha serei uma sem noção que peida no elevador e não está nem aí. Pra mim, chegar ao auge da vida significa que você não precisa mais ficar se contendo e/ou se esforçando para agradar a ninguém.

Leia mais


2 de abril de 2014

legendary
Spoiler alert!

Nesta segunda-feira (31) foi ao ar o último episódio da série How I Met Your Mother. Depois de nove temporadas, a história de Ted que, em 2030, começou a narrar a saga sobre como conheceu a mãe de seus filhos, finalmente teve um final. Um final humano, real e bem longe das conclusões óbvias e confortáveis da maioria das séries. Exatamente com as reviravoltas que cada um de nós estamos sujeitos nesta vida, a história de Ted teve seu final. Se feliz ou não, depende do olhar de cada um.

Leia mais


28 de março de 2014

foto1

Nesta quinta-feira (27) foi divulgado pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) um estudo que revela que a maioria da população brasileira acredita que “mulheres que usam roupas que mostram o corpo merecem ser atacadas” e que “se as mulheres soubessem como se comportar, haveria menos estupros”.

Leia mais


26 de março de 2014

tcahu

Disse “te amo” antes de desligar e ouviu em retorno um “tá, tchau”. Naqueles três meses em que estavam saindo aquela era a primeira vez que dizia que a amava. Se convenceu de que ela não tinha ouvido ou entendido e resolveu ligar de novo para se certificar.

Leia mais


24 de março de 2014

composto

Não era muito fácil se chamar Mirtes Matilde. Fosse uma pessoa qualquer teria vergonha, mas ela não. Quando questionada sobre qual seria sua graça, abria a boca com orgulho e dizia toda prosa em alto e bom som: “Me chamo Mirtes Matilde”. E de quebra, mesmo que ninguém jamais houvesse ansiado em saber, ela completava: “Mirtes significa triunfo e Matilde quer dizer poderosa guerreira. Portanto meu nome é “o triunfo de uma poderosa guerreira”. E não se continha esperando as reações que jamais eram de acordo com suas expectativas.

Leia mais


19 de março de 2014

redes_sociais

Por mais que estejamos completamente conscientes de todas as situações as quais nos submetemos por conta das redes sociais, é impossível não se ver envolvido em pelo menos alguma dessas coisas. Não tem como negar: as relações humanas são outras. Hoje as pessoas namoram online, conversam com os amigos à quilômetros de distância, mandam mensagens que substituem as ligações, compartilham momentos de suas vidas que antes eram testemunhados por pouquíssimas pessoas. Evoluímos. Porém nos tornamos dependentes de coisas que potencializaram nossa ansiedade, carência, necessidade de aprovação e de atenção.

E a pergunta que não quer calar é: será que realmente precisamos disso para viver?

Leia mais


18 de março de 2014

show-de-rock

Combinaram de ir a um show de uma nova banda de rock gringa que quase ninguém conhecia na época. Ele havia ganhado o par de ingressos num sorteio de uma rádio. Ela se impressionou em saber que as pessoas ainda participavam dessas coisas, mas ficou feliz em ter sido convidada, pois não teria um tostão para pagar o ingresso.

Leia mais


17 de março de 2014

agora
Eu gosto das redes sociais. Me irrito com elas muitas vezes, mas não tenho como negar que gosto. Também sou plenamente ciente das vantagens que uma pessoa como eu, que trabalha com comunicação, pode ter graças às redes sociais. No entanto, sei que muitas coisas que nos acostumamos e nos submetemos a fazer hoje em dia é simplesmente por causa da existência de coisas como Instagram, Facebook e Foursquare. Pensando nisso, fiz uma lista com minhas observações sobre como as redes sociais fizeram algumas coisas perder o encanto e complicaram nossas vidas sem que nos déssemos conta.

Leia mais


13 de março de 2014

283

Era aniversário de um amigo especial então decidi mandar fazer um bolo e uns croquetes para comemorar seu grande dia em minha própria casa. Convidei meia dúzia de amigos em comum e isso seria garantia de uma bela festa.

Fui trabalhar naquele dia ensolarado com um vestido rodado e relativamente comprido que chegava na altura dos meus joelhos. O dia foi tranquilo e isso era ótimo, pois eu pretendia sair cedo para buscar as encomendas da festa. Assim aconteceu. No caminho, percebi que o dia ensolarado terminaria com a chuva que uma terrível ventania anunciava.

Leia mais


Próxima Página »

Leia antes de usar
Desde 15 de janeiro de 2002 uma jornalista nonsense escreve desembestada no blog que chama carinhosamente de sua Casa.

Aqui têm besteiras demais, coisas inúteis demais, enfim, tudo o que nem precisava ser dito, muito menos escrito.

Obviamente, qualquer semelhança com a realidade é única e exclusivamente uma opção da autora.

Assim como o direito de escrever
o que bem entender, claro!


Procure aqui



Observados